Malta
Intérprete(s): Gianluca Cilia
Tema: Dawra Tond



Cláudio Poiares-Rodrigues - Depois de 4 representações femininas consecutivas, temos este bem disposto “Dawra Tond” que põe muita gente à roda de tanto dançar. E não conhecia a língua maltesa, que soa-me um pouco a Galês, pois consegue ser melódica. Vamos ver se consegue cativar a Europa da mesma maneira que me cativou (pode conseguir um top 10). Awguri, Malta!

10 pontos

Dalal Midhat - A canção não se adequa ao cantor nem às suas capacidades vocais. O cantor apresenta-se muito confiante e doce. O arranjo é datado e confuso e a canção acaba por soar também confusa. Já o vídeo é muito moderno e engraçado.

4 pontos

Diogo Cabral - Malta dá-nos a conhecer um jovem todo janota, com uma canção que lhe assenta muito bem. Na globalidade, gosto da proposta maltesa, sobretudo, da simplicidade e da aparente espontaneidade do pequeno Gianluca. Em Tbilisi, acredito que o cantor vai agradar a plateia, trazendo uma coreografia e muita cor. Oxalá aquele saxofone esteja presente no palco do JESC.  Não sei se já vos disse, mas gosto mesmo dessa proposta maltesa. 

12 pontos

Hélder Simões - Guilty pleasure alert! Vamos dançar, divertir, beber uns copos (de refrigerantes, claro) e esquecer o mal! Se é parecida com a minha música favorita do JESC de todos os tempos? É. Talvez seja por isso que tanto gosto dela. O carisma do pequeno Gianluca é brutal, parece um anjinho, calminho até a música subir. Quando ela sobe? Ninguém o para! Vamos voltar, mais uma vez, a Valeta?

12 pontos

Hugo Sepúlveda - A aposta de Malta poderia ser das melhores. É uma proposta extremamente animada, cativante e facilmente fica no ouvido! O carisma de Gianluca resulta muito bem e faz jus à energia que a música pede! Se a música já soa convidativa, a combinação dos dois é um convite ao qual não se consegue recusar. De facto, tinha tudo para correr bem (e ainda pode correr), mas o ponto mais fraco de tudo isto são as similaridades com People of the Sun, que para mim são difíceis de ignorar.

6 pontos

José Carlos Godinho - Gosto da canção e do cantor. Tem uma melodia e batida muito cativantes que me fazem querer dançar e trautear. Nesse sentido, vai de encontro ao caráter da letra e ajusta-se bem ao ambiente do festival júnior. O cantor é um menino giro e engraçado, facto que contribui muito para a piada da música. Gosto. Diverte-me.

10 pontos

Lisa Garden - Demasiado teatral e o instrumental irrita-me profundamente. 

2 pontos

Lúcia Pérez - Canção graciosa, com muito ritmo, perfeita para dançar. Dá variedade ao Festival mas creio que é uma proposta muito banal.

5 pontos

Martin Fitch - Acho que esta é das que menos gostei mas o vídeo é engraçado e a canção adequa-se ao espírito da Eurovisão Júnior. Tem ritmo, jovialidade e é livre de maneirismos. Muito natural e engraçada.

8 pontos

Nuno Carrilho - É uma das minhas canções favoritas e das poucas que mostra que estamos numa competição infantil... mas é uma cópia clara de "People of the Sun", tema da Arménia em 2014.
Gianluca Cilia é outro dos pontos fortes da candidatura que está claramente na luta pelo título. Só não recebe os 12 pontos porque é cópia...

10 pontos

Nuno Reis Conceição - Malta tem encontrado o caminho para o sucesso no JESC… este ano não deverá constituir excepção! Uma melodia extremamente cativante e que não deixará ninguém indiferente, com um toque étnico que bem aprecio. O pequeno Gianluca Cilia é carismático, numa interpretação divertida e despretensiosa. Well done, Malta (once again)! 

10 pontos

Rúben Ameixa - Uma canção bastante ritmada e que fica facilmente no ouvido. A imagem do Gianluca também pode conquistar pontos. A performance num todo tem tudo para resultar muito bem. Uma possível candidata ao top 3.

8 pontos

Wanda Stuart - Das que menos gostei, faz lembrar a música dos carrinhos de choque. Não gostei da mensagem, não gostei da imagem de engatatão que quiseram dar ao intérprete, com os guarda-costas e as miúdas (todas maiores que ele) atrás dele. Piroso até dizer chega!!!

1 ponto

Total: 97 pontos
(A pior pontuação de cada país não é contabilizada)

2 comentário(s):

  1. Sem ponta por onde se lhe pegue. Mas, coitadinho do miúdo, tem que fazer o que lhe mandam. Ainda assim atiro-lhe com 3 rebuçados.

    ResponderEliminar

Especiais em Destaque

 
Top