Portugal
Intérprete(s): Mariana Venâncio
Tema: Youtuber



Cláudio Poiares-Rodrigues - Para quem esperava um mini-Salvador no JESC, pode tirar o cavalinho da chuva. Eu pessoalmente gosto da voz da Mariana, mas a música é uma autêntica piada. No entanto, esta pode crescer nos ouvintes e arrancar alguns votos de simpatia. Infelizmente algo me diz que ela terminará no último lugar, que não é merecido. Quanto a futuras participações, acho que isto foi um one-off e para o ano parece-me que estaremos fora do concurso. Boa sorte, Mariana e espero estar errado!

5 pontos

Dalal Midhat - A canção não se adequa à intérprete nem às suas capacidades vocais. A Mariana tem uma ótima capacidade vocal e apresenta-se confiante em palco. A música é muito catchy mas precisava de uma letra, um coro e uns arranjos mais fortes.

7 pontos

Diogo Cabral - Próxima paragem: Portugal. Comentar a nossa representante é sempre complicado, mas aqui vamos. Confesso que não gosto muito da composição (letra), todavia gosto da música e da voz segura da Mariana Venâncio. No palco do JESC, creio que ela estará à vontade, como esteve em Portugal, mas acho que é necessário mais expressividade, cor, alegria e uns bailarinos a suportá-la. 

6 pontos

Hélder Simões - Quando o Jorge Gabriel a cantou... eu pus as mãos à cabeça e disse: "No, no, no". Porém, quando ouvi, no estúdio da Praça, os meninos a cantarem, não achei a música assim tão má. É certo que não é nenhuma obra prima, mas é engraçada, divertida, fresca, um conteúdo bastante "relatable" com a sociedade atual. Fica na cabeça, e isto pode jogar a nosso favor. A Mariana já ganhou os nossos corações, está sempre sorridente, bem disposta. Estamos todos contigo, Mariana!

6 pontos

Hugo Sepúlveda - Quando ouvi e reouvi a música, não sabia exactamente o que achava dela e penso que não seria pelas melhores razões. Por um lado, pareceu-me muito fraca, demasiado básica (mesmo para o JESC) e a letra deixou-me com sérias dúvidas. Por outro, ela acaba por ter uma temática tão actual, que reflecte muito as ideias e os valores que muitos têm consideração, e consegue ter uma melodia leve e com uma essência infantil que no fundo é intrínseca ao JESC. Um facto é que aquele “youtubeeeeer” fica na cabeça e facilmente ficamos a trauteá-lo. Não sei se se vai conseguir destacar suficiente e ter uma boa classificação, espero que pelo menos não fique em último.

5 pontos

José Carlos Godinho - Que é isto? A menina é gira, mas a música nem merece esse nome. Decepcionante. Acho que vai ficar em último lugar. E é merecido.

1 ponto

Lisa Garden - Engraçado! Quando a música começou eu pensei logo "Parece um som do Siraiva", que acabei por não saber quem produziu porque não diz no vídeo. Bom... A sonoridade está gira e a Mariana canta bem... Mas o tema não me diz nada. Sendo uma competição entre crianças, para adultos e crianças assistirem... E como "De pequenino é que se torce o pepino!", como diz o ditado, fico feliz quando ouço temas mais importantes e até educativos. Usar a música para tornar certos assuntos mais apelativos. Com isto não estou a dizer que ser youtuber não pode ser uma coisa gira e ser usada para muita coisa boa e interessante... Mas nesta música em concreto, fala-se disso com o propósito de ser uma forma de chamar a atenção de alguém...! Desculpem mas fico triste com o tema desta música. Estava à espera de mais da nossa parte!

7 pontos

Lúcia Pérez - Canção com uma temática muito atual mas banal. A canção não explode como deveria.

6 pontos

Martin Fitch - Uma língua tão bonita, adorava ouvir mais canções na rádio em português visto que é uma linguagem tão melódica. Ela é muito fofinha e diverte-se imenso em palco. Parece que está a fazer isto porque adora, não porque está a tentar ganhar uma competição. É isso que eu adoro! Que grande miúda! Boa sorte Portugal! 12 pontos pela energia fantástica!

12 pontos

Nuno Carrilho - Dez anos depois da última participação, estamos de volta ao Festival Eurovisão Júnior 2017. Mentiria se afirmasse que "Youtuber" é uma obra prima e uma das melhores composições que já levamos "lá fora", mas estamos num concurso infantil e a nossa canção é das que mais se encaixa no formato. E sejamos sinceros: ao final da canção, é impossível não trautear "Youtuba, youtuber". O carisma da Mariana é outro dos pontos fortes da candidatura que, apesar de tudo, poderá conquistar o melhor resultado de Portugal no formato.

10 pontos

Nuno Reis Conceição - É difícil ser-se imparcial quando toca às propostas portuguesas… Fazendo um esforço: a Mariana Venâncio é uma menina simpática, com uma voz agradável, mas a canção deixa muito a desejar. A melodia cativa em certa medida, num tema cheio de chavões atuais, embora seja algo repetitiva. Deverá ficar pelo meio da tabela. 

5 pontos

Rúben Ameixa - A Mariana tem carisma. A canção por muito que tenha uma letra banal, fica na cabeça e isso pode ser bom. Acho que é mais uma típica canção para o JESC, tem ritmo e um QB de “infantilidade”. Espero que em palco ela se solte mais. 

10 pontos

Wanda Stuart - Não imaginam como me entristece a nossa canção. Passo a explicar: a miúda até é engraçada e poderá ter melhor voz do que aquilo que a canção lhe permite fazer. Porém, a fraca composição, a sonoridade do instrumental muito pobrezinha, a falta de mensagem da letra, faz-me acreditar que temos a pior canção do concurso. Uma canção que pretende representar a juventude e o futuro, não pode ou não deve somente incentivar o uso da internet ou o sonho de se ser youtuber. Lamento, mas não gostei nada... Fico com muita pena da Mariana, mas acho que deveriam ter composto uma canção melhor para nos representar e que ela pudesse defender melhor e mostrar mais voz.

6 pontos

Total: 85 pontos
(A pior pontuação de cada país não é contabilizada)

1 comentário(s):

  1. Uma incógnita para este concurso juvenil.Temos então aqui uma das piores composições e ao mesmo tempo uma das melhores intérpretes.Marianita acaba afinal por dar um pouco de sal e algum tempero a esta musiquinha difícil mas que ela com grande mestria descodifica.

    ResponderEliminar

Especiais em Destaque

 
Top