Holanda
Intérprete(s): Fource
Tema: Love Me



Cláudio Poiares-Rodrigues - Depois de um 2016 orelhudo com uma girlband, temos este ano uma boys(l)band. Nada faz sentido na música, usam uma fórmula já gasta e sinceramente tudo junto soa um pouco aborrecido. Será que o público europeu irá corresponder ao pedido deles e “amá-los”? Ou será que serão esquecidos e “lutarão” pelos últimos lugares?

3 pontos

Dalal Midhat - A música encaixa bem na voz dos cantores e nas suas capacidades vocais. A música e a letra são muito catchy e estão na moda. Este pop mainstream e os rapazes vão agradar a uma larga audiência.

8 pontos

Diogo Cabral - A entrada holandesa não me cativa muito neste JESC2017. Gosto do facto da Holanda apostar numa canção com a sua própria língua. Contudo, apesar deste aspeto bastante positivo, não é uma canção ao meu gosto, apesar de acreditar que no palco do JESC pode triunfar com uma boa coreografia. A canção é super repetitiva. Penso que fica pelo meio da tabela classificativa. 

5 pontos

Hélder Simões - Temos aqui uma situação engraçada. Um bom beat, um bom videoclip, carisma presente também. O que falha aqui, redondamente, é a letra. Mas, sendo isto o JUNIOR Eurovision Song Contest, consegue encaixar-se (infelizmente, na minha opinião). Classificaria isto de fast food music (poke Salvador) e não, não é um elogio. Não é uma canção má, mas já vi a Holanda a ter melhores dias.

4 pontos

Hugo Sepúlveda - “Hey Hey Hey backstreet’s back, alright” e numa versão mais jovem, pequena e com menos um elemento. A Holanda traz a concurso uma boysband com um música bem atual, com uma sonoridade moderna e mexida e ainda com uma letra totalmente adequada aos dias de hoje. Não é das minhas preferidas, no entanto, depressa me deixo levar por ela. Os pequenos solos no decorrer da música são o que mais gosto e são aquela quebra na melodia que não a torna não cansativa e repetitiva. Acredito que consiga ter algum destaque, quem sabe surpreender até, especialmente quando são 4 “conquistadores” a deslumbrarem no palco do JESC. 

7 pontos

José Carlos Godinho - Mais uma canção pop com algum potencial atrativo e com um rapazinho de boa voz e uma espécie de boyband que agrada ao público jovem. Apesar disto, é uma canção sem surpresa e com a fórmula mais usada neste estilo de música.

7 pontos

Lisa Garden - Juntaram 4 miúdos que cantam bem e puseram-nos a cantar uma música que fala de amor/engate ao estilo Justin Bieber... e pronto. 

2 pontos

Lúcia Pérez - Uma canção bastante linear. Muito parecida a tantas que passam na rádio. Para mim, não tem nada que surpreenda ou que emocione.

4 pontos

Martin Fitch - Pode resultar tão bem quanto o Despacito na Europa. Que grande hit de verão! Que pena que a competição aconteça no inverno. Tem uma vibe incrível. Gosto, é jovem e cool!

10 pontos

Nuno Carrilho - Os típicos meninos bons que vão se safar no voto popular... A canção fica na cabeça ao final de duas ou três audições e até a acho melhor do que as ultimas candidaturas holandesas. O resto tudo dependerá da atuação. Contudo, duvido que entre no top5 da edição. 

6 pontos

Nuno Reis Conceição - A proposta holandesa apresenta um som atual, com um refrão particularmente “orelhudo”. Os quatro imberbes elementos dos “Fource” cantam bem, disso não restam dúvidas, mas considero estranho uma boyband de tão tenra idade – algo não bate certo… Conseguirão conquistar o juvenil público eurovisivo? 

4 pontos

Rúben Ameixa - Tal como no ESC, também no JESC a Holanda “joga bem”. Uma canção com bastante ritmo e que fica no ouvido. Espero muita presença em palco nesta performance. Todos estes fatores podem valer-lhe um bom resultado.

12 pontos

Wanda Stuart - A primeira boyband, e penso que única no concurso, em que todos os cantores têm boa voz mas, para mim, é uma canção ligeirinha, sem grande mensagem. Como os miúdos são giros, são capazes de fazer sucesso com as miúdas daquela idade, até porque apostaram numa batida muito ao estilo do Justin Bieber e outros cantores dessa geração.

5 pontos

Total: 75 pontos
(A pior pontuação de cada país não é contabilizada)

2 comentário(s):

  1. Divertidos, simpáticos. desenvoltos,uma cançãp simples, ingénua, que lhes assenta bem. Vocalmente nada de especial a apontar,ainda estão a desabrochar e não se pode dizer por enquanto que plano terão condições de alcançar. Por agora disponho-me a reservar-lhes os meus 12 pontos.

    ResponderEliminar
  2. Os rapazes cantam bem disso nao ha duvidas mas a musica é demasiado repetitiva e nao é memoravel na minha opiniao , 5 pontos.

    ResponderEliminar

Especiais em Destaque

 
Top