Irlanda
Intérprete(s): Ryan O'Shaughnessy
Tema: Together


André Fernandes - A Irlanda apresenta-se a concurso com uma belíssima balada, um poema sensível, mas à qual falta uma certa agressividade para se destacar e fazer ouvir. Temo que fique bastante longe na tabela de classificação, o que não é de todo justo...

3 pontos


Hugo Sepúlveda - Irlanda… ainda não foi este ano. Ryan e Together até podem ser uma dupla fofa, mas é só e apenas isso. É uma canção que acaba por passar completamente despercebida no meio das restantes, mesmo com a voz doce de Ryan... Estando na primeira semifinal só veio aumentar as chances da Irlanda... de não passar. Vai ser preciso uma performance e um staging muito bons e uns “flops de terceiros” para se destacar. No fundo, Together é uma só mais canção que, mesmo sendo radio friendly e com uma sonoridade moderna, é demasiado esquecível.

3 pontos


Margarida Martins - Para mim, a linha que separa o entediante do bonito é muito fina… Digamos que a Irlanda está no limbo. Tem uma boa mensagem, o que é um ponto a seu favor. 

6 pontos


Miguel Braga - Uma mensagem muito forte na canção, mas ainda não é desta que vemos a Irlanda na Final. Podiam diversificar um pouco... Adoro a voz do cantor, e o timbre do mesmo. A canção… poderia ser muito melhor.

2 pontos


Nuno Conceição - O país que continua a deter o recorde de vitórias no ESC (todas merecidas, na minha opinião), traz-nos uma típica balada, bem construída e com um refrão harmonioso, servida pelo timbre agradável do vocalista Ryan O’Shaughnessy. Contudo, a proposta irlandesa peca pela simplicidade excessiva e a inexistência de algo distintivo, que marque a diferença e a permita sobressair face às canções concorrentes. Não auguro um apuramento fácil e muito menos um bom resultado na Final, se tal vier a acontecer.

4 pontos


Paulo Morais - Gosto da voz do Ryan, mas a canção é um bom momento pausa para tirarmos um cochilo depois de levarmos com as Stones da Suíça. Depois de tantas vitórias nos velhos tempos, este país luta agora para se qualificar e sempre muito longe dos lugares do pódio. Perdida, a Irlanda insiste numa fórmula passada e sem sucesso…

4 pontos


Rúben Ameixa - Apesar do lugar que ocupa nas casas de aposta, “Together”, é a minha canção favorita deste ano. Esta canção ao estilo de Ed Sheeran ficou-me no ouvido desde a primeira vez que ouvi e a bonita voz do Ryan também ajuda a tal. Ainda que dificilmente possa vir a ter um lugar no top 10, quero acreditar terá um lugar na grande final.

12 pontos


Tiago Alves - Irlanda a trazer uma canção chatinha pelo 3º ano consecutivo... Não desiludem! A canção não é má, mas é muito monótona... apetece-me mudar passados 30 segundos. Acredito que irá ficar na semifinal e nem uma boa apresentação a pode salvar, especialmente estando na 1.ª semifinal, também conhecida como The Hunger Games da Eurovisão 2018.

3 pontos


Total: 155 pontos

2 comentário(s):

  1. Um jovem muito charmoso com uma voz sem mácula interpreta uma maravilhosa canção de amor e amizade. Dá gosto ouvi-la com tanto aprumo e simplicidade, como se fosse uma brisa que nos afaga quase sem se sentir, tal o à-vontade com que o rapazinho desenvolve o seu tema. Faz parte do meu lote de favoritos para os 12 pontos.

    ResponderEliminar
  2. Irlanda, e uma vez mais vou chorar por uma canção tão bonita e deste caso tão gay e que ficará perdida. ;((
    Ouço repetidas vezes como ouvia a Finlândia no ano passado e foi o que foi. Ou seja tenho que ser realista e dizer que fica pela semi-final mas eu dou-lhe 7 pontos.
    Sorte Irlanda e até pró ano. Olha e pensa uma coisa... ninguém poderá superar o teu Record de 7 victorias este ano. Caros leitores vou dormir porque são as 4horas 44min. Isto é amor á arte... jinhos

    ResponderEliminar

Especiais em Destaque

 
Top